Vivendo uma Vida Cristã mais Profunda

Introdução

 

Durante um tempo de estudo, o Senhor me trouxe uma orientação e uma revelação sobre uma vida mais profunda e como destruir a obra dos gafanhotos em nossa vida. Por esse motivo quero compartilhar um estudo com vocês e também uma direção.

 

    Temos visto que estamos diante de um tempo desafiador como cristão, pois vemos que não são poucas as barreiras para prosseguirmos firmes em um cristianismo verdadeiro.

    Um texto que tem me clamado a atenção é o texto de apocalipses

 

Apocalipse 12:12

Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.

 

Aqui é expressado duas coisas

1 - os habitantes do céus

2 - os moradores da terra

 

Os habitantes dos céus podem celebrar pois está chegando o grande dia, mas os moradores da terra fiquem preocupado, pois estarão vivendo coisas que nunca viveram, pois o inimigo desceu, por isso a palavra de hoje é para viver uma vida mais profunda e verdadeira diante do Eterno.

Quero trazer um paralela entre 3 texto

 

2 Reis 2:1-8

Quando estava o SENHOR para tomar Elias ao céu por um redemoinho, Elias partiu de Gilgal em companhia de Eliseu. Disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou a Betel. Respondeu Eliseu: Tão certo como vive o SENHOR e vive a tua alma, não te deixarei. E, assim, desceram a Betel. Então, os discípulos dos profetas que estavam em Betel saíram ao encontro de Eliseu e lhe disseram: Sabes que o SENHOR, hoje, tomará o teu senhor, elevando-o por sobre a tua cabeça? Respondeu ele: Também eu o sei; calai-vos. Disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou a Jericó. Porém ele disse: Tão certo como vive o SENHOR e vive a tua alma, não te deixarei. E, assim, foram a Jericó. Então, os discípulos dos profetas que estavam em Jericó se chegaram a Eliseu e lhe disseram: Sabes que o SENHOR, hoje, tomará o teu senhor, elevando-o por sobre a tua cabeça? Respondeu ele: Também eu o sei; calai-vos. Disse-lhe, pois, Elias: Fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou ao Jordão. Mas ele disse: Tão certo como vive o SENHOR e vive a tua alma, não te deixarei. E, assim, ambos foram juntos. Foram cinqüenta homens dos discípulos dos profetas e pararam a certa distância deles; eles ambos pararam junto ao Jordão. Então, Elias tomou o seu manto, enrolou-o e feriu as águas, as quais se dividiram para os dois lados; e passaram ambos em seco.

 

Salmos 91:5-6

Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia.

 

Joel 1:4

O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor.

    

    No texto de Reis vemos os dois grandes profetas: Elias e Eliseu, no texto de Joel vemos a atuação dos espíritos que consomem os recursos da humanidade e no texto de salmos temos a marcação dos horários de atuação de cada comando maligno. Mas podemos perguntar o que um tem haver com o outro tudo? O texto de Reis vemos os dois profetas que alcançaria uma dimensão mais profunda no seus relacionamentos com Deus  eles passam por 4 lugares, e esses lugares não somente são lugares mas sim processos para uma vida mais profunda. O texto de Joel vemos 4 operação dos espíritos que consomem os recursos e no texto de salmos temos os 4 períodos de tempo que as atuação acontecem

    Então quero explanar cada um deles e depois chamar cada um para um tempo de buscar mais a face do Eterno e que o nosso Senhor Jesus nos traga luz

Gilgal - O lugar da Obediência 

 

    O primeiro lugar, na verdade o ponto de partida que temos que começar é Gilgal, os profetas começaram ali

 

2 Reis 2:1

Quando estava o SENHOR para tomar Elias ao céu por um redemoinho, Elias partiu de Gilgal em companhia de Eliseu.

 

    O nome Gilgal foi o próprio Deus deu, pois foi o momento que o Eterno muda a sorte de Israel 🇮🇱, tirando o opróbrio do povo.

Josué 5:9

Disse mais o SENHOR a Josué: Hoje, removi de vós o opróbrio do Egito; pelo que o nome daquele lugar se chamou Gilgal até o dia de hoje.

 

    Gilgal que dizer: rolo ou roda, Gilgal sempre foi o ponto de partida para a conquista da terra, ou podemos dizer da promessa, sempre pararam em frente de Gilgal para poder conquistar e neste lugar é o ponto de decisão. Se obedecerá ou de desobedecera. No texto mencionado acima, veja que o Eterno pede a circuncisão novamente e com isso ele tiraria o opróbio do povo, isso aponta para a mudança de mentalidade, de desobediente para obediente, pois justamente foi a desobediência que fez com que os pais daquela geração não entra-se na promessa. Então Gilgal é o lugar de circuncidar o coração.

Deuteronômio 11:30-31

Porventura, não estão eles além do Jordão, na direção do pôr-do-sol, na terra dos cananeus, que habitam na Arabá, defronte de Gilgal, junto aos carvalhais de Moré? Pois ides passar o Jordão para entrardes e possuirdes a terra que vos dá o SENHOR, vosso Deus; possuí-la-eis e nela habitareis.

 

    Foi aqui que eles retrocederam e não avançaram no tempo de Moises, fazendo que a promessa fosse passada para os filhos e não mais para aquela geração, foi em Gilgal que Josue começa a conquista:

 

Josué 4:19

Subiu, pois, do Jordão o povo no dia dez do primeiro mês; e acamparam-se em Gilgal, do lado oriental de Jericó.

 

    Foi em Gilgal que o altar de memórias é levantado:

 

Josué 4:20

As doze pedras que tiraram do Jordão, levantou-as Josué em coluna em Gilgal.

 

    Gilgal é onde Jesus nos testa na obediência, e por isso tudo começa aqui, em Gilgal. Se quer uma vida mais profunda a primeira coisas que será testada é a obediência, pois veja que em Gilgal acontece a obediência e também a desobediência.

    Josue faz aliança com o povo em Gilgal, mas o Eterno disse que não era para fazer aliança com ninguém daquela terra, e a palavra é bem clara: Eles não consultaram a Deus (Josué 9:14 “não pediram conselho ao SENHOR”).

 

Josué 9:6

Foram ter com Josué, ao arraial, a Gilgal, e lhe disseram, a ele e aos homens de Israel: Chegamos de uma terra distante; fazei, pois, agora, aliança conosco.

 

    Gilgal é o lugar aonde a promessa é lembrada:

 

Juízes 2:1

Subiu o Anjo do SENHOR de Gilgal a Boquim e disse: Do Egito vos fiz subir e vos trouxe à terra que, sob juramento, havia prometido a vossos pais. Eu disse: nunca invalidarei a minha aliança convosco.

 

    Gilgal foi aonde Saul desobedece e sacrifica:

 

 

1 Samuel 10:8

Tu, porém, descerás adiante de mim a Gilgal, e eis que eu descerei a ti, para sacrificar holocausto e para apresentar ofertas pacíficas; sete dias esperarás, até que eu venha ter contigo e te declare o que hás de fazer.

 

    Então Gilgal é o lugar que levanta-se reis ou derruba-se reis!

 

1 Samuel 11:14-15

Disse Samuel ao povo: Vinde, vamos a Gilgal e renovemos ali o reino. E todo o povo partiu para Gilgal, onde proclamaram Saul seu rei, perante o SENHOR, a cuja presença trouxeram ofertas pacíficas; e Saul muito se alegrou ali com todos os homens de Israel.

 

    Tudo começa em Gilgal, aqui é o lugar da obediência e da aliança, porque nunca um desobediente reinará! Quando buscamos entrar na promessa e viver uma vida mais profunda seremos levado a Gilgal, seremos levado a prova da obediência.

    Olhando para o segundo texto o texto de Joel, vemos sobre os gafanhotos, esses são espíritos que saqueiam os recursos. Mas o que tem haver isso com o texto de 2 reis? Tudo pois somente os profetas podem comer gafanhotos!

    Recorda-se de que dieta alimentar vivia João o que batizava? Ele comia gafanhoto e mel, ou seja, mel fala da palavra, isso é: somente a palavra profética pode destruir os efeitos da destruição desse demônios (gafanhotos).

    O primeiro gafanhoto é o cortador. E esse aí é paralisado pela sua fidelidade aos dízimos, pois os dízimos e a forma mais profunda de obediência. O que me chama a atenção é querer viver uma vida espiritual se não conseguimos viver uma vida de obediência, então o ponto de partida aqui é a obediência e o que destrui isso é a forma que eu obedeço em tudo, ou seja, na vida cotidiana, isso é como eu obedeço a palavra de Jesus e na vida financeira, isso é como eu consigo me desprender das ciladas da infidelidade. Esse é o primeiro nível!

    

Somente quando eu consigo receber uma direção e sou estabelecido na aliança, e sou fiel na área financeira então estou pronto a passar para um outro nível na caminhada cristã. Entenda uma coisa, já ouvi muito isso, apóstolo mas não está sobrando por isso não sou fiel! Dai eu respondo na verdade por não ser fiel é que não está sobrando! Você não da dízimo do que não recebeu mas sim do que já ganhou, então se não está sobrando em muitos casos é por falta de controle financeiro,  e por deixar a porta aberta para esse espírito cortar tudo, o que se ganha é cortado e consumido.

 

Betel - O lugar da Adoração

 

    Segundo lugar é Betel, esse é o segundo processo para viver uma vida mais profunda, e ele se chama Betel. Betel significa casa de Deus

Esse é o lugar do altare:

 

2 Reis 2:2

Disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou a Betel. Respondeu Eliseu: Tão certo como vive o SENHOR e vive a tua alma, não te deixarei. E, assim, desceram a Betel.

 

    Betel foi palco de muitas visitações do Eterno, esse era um centro de adoração antigo, pois a primeira vez que aparece esse nome nas escrituras está relacionado a um altar:

 

Gênesis 12:8

Passando dali para o monte ao oriente de Betel, armou a sua tenda, ficando Betel ao ocidente e Ai ao oriente; ali edificou um altar ao SENHOR e invocou o nome do SENHOR.

 

    O próprio Deus se denomina o Deus de Betel.

 

Gênesis 31:13

Eu sou o Deus de Betel, onde ungiste uma coluna, onde me fizeste um voto; levanta-te agora, sai desta terra e volta para a terra de tua parentela.

 

    O Eterno manda Jacó ir a esse lugar edificar um altar.

 

Gênesis 35:1

Disse Deus a Jacó: Levanta-te, sobe a Betel e habita ali; faze ali um altar ao Deus que te apareceu quando fugias da presença de Esaú, teu irmão.

 

    Em Betel foi aonde Jacó é transformado e perdeu o domínio de sua própria vida.

Oséias 12:4

lutou com o anjo e prevaleceu; chorou e lhe pediu mercê; em Betel, achou a Deus, e ali falou Deus conosco.

 

    Então esse segundo lugar está relacionado a uma vida de altare, isso é uma vida de adoçarão. Adoração é uma vida de entrega e de renúncia, entenda isso, primeiro o Eterno gera em nós obediência e somente assim conseguirei ser um adorador de verdade

    Pois a adoração não tem nada haver com a canção que cantamos, mas sim com as verdades que vivemos. Em Betel é onde o Eterno arranca as máscaras e nos faz ver quem somos mas também ele nos mostra o que Ele quer que sejamos. Foi em Betel que Jacó foi confrontado, mas foi aqui que ele conseguiu vitória. Foi em Betel que a genética dele foi mudada, de um mentiroso para príncipe, de ladrão a herdeiro. 

    

   Se assim não for não conseguimos prosseguir para uma vida mais profunda.

    Em Joel vemos o segundo gafanhoto que é o migrador, esse se refere o que vai de um lado para o outro, veja que Betel é o lugar dos altares, mas a questão que temos que ver é que altar estou levantando, pois a palavra de Deus diz que a avareza é igual a idolatria.

 

Colossenses 3:5

Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria;

 

    Então neste lugar é o lugar de derrubar os altares da idolatria em todos os níveis e em todos os sentidos. O dízimo repreende o cortador, e a liberalidade das oferta repreende o migrador, porque não há como servir a Deus e a riquezas, ou servo a Deus ou a Mamom.

    Não podemos estar ligado a idolatria e apegado aos bens materiais, por isso em Gilgal venço a desobediência e em Betel venço a idolatria (avareza)

 

 

Jericó - O lugar da Incerteza 

 

 

    Terceiro lugar é Jericó

 

2 Reis 2:4

Disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou a Jericó. Porém ele disse: Tão certo como vive o SENHOR e vive a tua alma, não te deixarei. E, assim, foram a Jericó.

 

    O terceiro lugar é Jericó, jerico significa “a sua lua”, ou seja, é uma referencia ao espirito que se chama de Lilith ou Selene. Esse é um espírito de dubiedade e instabilidade, Lilith está sempre relacionado a loucura e bipolaridade. A palavra usada no novo testamento para “lunático” é “seleniazomai” e essa palavra tem o sentido de mudança de lua, mas essa palavra vem da palavra “selene” que quer dizer “pela idéia de atratividade, lua”. 

    Então Jericó é o lugar dos lunáticos, ou pode ser também o lugar que leva as pessoas viver dentro das atrações, diversões e distrações, consequentemente um lugar de desonra.

    Então tudo começa com a obediência (Gilgal), depois o Eterno nos leva para um tempo de verdade e adoração (Betel) e então o próximo nível é a instabilidade e firmeza (Jericó). Porque aqui é tirado todas as duvidas e incertezas que possam vir, aqui é tirado as duvidas e os medo e estabelecido a plena confiança no Eterno. Isso é um processo, quando eu consigo vencer um processo eu passo para o outro, não é tempo de igreja ou de convertido, mas sim mudança de mente (Rm 12:2).

    

     Quando a obediência é gerada em mim, o Eterno me leva a um outro nível e assim por diante.

    

    Jericó nos fala do primeiro lugar de conquista, Jericó foi a primeira cidade a ser conquistada, e foi conquistada  no silêncio e com o toque do shofar. Isso nos mostra que contra Lilith (dubiedade) não vencemos com nossa sabedoria mas somente com o som da Voz do Eterno, ou seja, firmeza na direção dada por Ele, pois é Ele que peleja por nós. Em Jericó somos levado a um nível de dependência total de Jesus. É uma vida centrada na confiança e esperança da sua salvação.

 

 

Números 22:1

Tendo partido os filhos de Israel, acamparam-se nas campinas de Moabe, além do Jordão, na altura de Jericó.

 

    Em Jericó Balaque tenta lançar maldição contra Israel. Jericó é o lugar de conquista ou de distração.

Jeremias 52:8

Porém o exército dos caldeus perseguiu o rei Zedequias e o alcançou nas campinas de Jericó; e todo o exército deste se dispersou e o abandonou.

 

    Veja que foi em Jericó que o exército de Israel foi disperso, então o terceiro processo que o Eterno nos quer nos levar é em um ambiente de confiança. Somente quando confiarmos totalmente Nele, Ele pelejará por nós.

    Imagine essa guerra em Jericó, simplesmente dar volta em torno das muralhas e gritar e tocar o shofar, isso requer muita confiança na voz do Eterno. Em Jericó portanto, temos  o lugar que a voz que ouvimos tem que ter muita definição, pois qualquer confusão podemos perder o rumo.

    O toque do shofar indica isso. O shofar teria que ser tocado com o toque seguro e certo senão ninguém saberia o que fazer. O nosso objetivo é viver uma vida de profundidade no Eterno, mas isso não acontece com o tempo Mas Sim mediante um processo.

1 - aprender ser obediente

2 - aprender ser leal e verdadeiro

3 - aprender a confiar incondicionalmente no Eterno

    Somente assim passaremos para o último estágio de preparação para uma vida de profundidade.

    No texto dos gafanhotos vemos o terceiro tipo que é os devorador. Veja que são 4 operações de gafanhotos, e colocamos somente sobre o dízimo é pronto, mas o dízimos somente repreendemos um tipo, mas fica então outros três.

    A falta do dízimo é o que abre porta para os outros três, o que anula os gafanhotos são:

1 - dízimos

2 - ofertas

3 - primícias

    A primicia é o que destrói a operação do terceiro gafanhoto, pois a primícia é um ato de honra.

    O dízimo confronta a desobediência, a oferta a avareza e a primícia a desonra.

    A primícias é o ato de entregar para o sacerdote (pai) um dia de trabalho, e somente quem tem um coração de honra consegue fazer isso. Quando falamos da palavra pai esquecemos da sua essência. O pai ele entre todas as suas características, tem três características principais:

1 - destrui na vida de uma pessoa a escravidão (orfandade)

2 - liberar uma benção, pois o pai é o único que carrega a carga de benção

3 - liberar destino.

    A primícias é um dia de trabalho, na verdade hoje não podemos usar como na antiguidade, pois antes ele trabalhavam nas colheitas e isso acontecia não todos os meses. No nosso caso a colheita é mensal (salário), Então tiramos 1 dia de trabalho, 3,33 %.

    Olha que legal isso temos 4 sábados no mês, esse é nosso descanso (benção), o dízimo representa 3 x 3,33 % que é igual 9,99 %, ou seja três sábados, então a primícias é o 4º ‘sábado.

    A primícias libera uma benção sobre a casa da pessoa, na verdade a benção do sacerdote repousa sobre a casa da pessoa que tem honra

Ezequiel 44:30

O melhor de todos os primeiros frutos de toda espécie e toda oferta serão dos sacerdotes; também as primeiras das vossas massas dareis ao sacerdote, para que faça repousar a bênção sobre a vossa casa.

 

    Na verdade o dar o dízimo e primícia faz com que todo seu descaso que é remunerado seja consagrado.

1 - o dízimo libera a proteção

2 - a oferta libera a prosperidade

2 -  a primícia libera o desejo do coração

 

    Porque? Simples! Porque uma pessoa que é obediente, liberal e reconhece a paternidade de alguém e tem honra nunca vai desejar algo destrutivo e maldoso.

Então entramos no último

Isaias 1:19

"Se quiserdes e me ouvirdes comereis o melhor desta terra"

 

ll Crônicas 20:20b

"Crede no Senhor Vosso Deus e estareis seguros; crede em seu profetas e prosperareis"

 

Jordão - O lugar de entregar Tudo

 

 

    O último lugar que Elias e Eliseu passou é o Jordão, Jordão significa “descer”, ou seja é um lugar de humilhar, humildade. Por isso que todas as promessas e tudo que Deus quer com um pessoa Ele vai levar primeiro para o Jordão.

    Jordão é o lugar de se quebrantar e morrer, Jordão é o lugar de matar a velha natureza, esse é o último estado para viver uma vida frutífera e abençoada. O orgulho é o que mais deforma uma pessoa, mas o pior que o orgulho é algo que passa desapercebido, não damos muita ênfase nele. Entretanto ele é o ativador de todos os outros pecados.

    Sem orgulho somos dependentes, com orgulho somos dono de nosso nariz, veja que Jesus pregava arrependimento nos lugares perto do Jordão.

Lucas 3:3

Ele percorreu toda a circunvizinhança do Jordão, pregando batismo de arrependimento para remissão de pecados,

 

    Então veja a trajetória:

1 - o Eterno nos leva a obedecer, esse é o primeiro passo para uma vida cristã profunda, sem isso nem cristão somos. Um cristão que não sabe o que é obediência não sabe quem o salvou, pois o desobediente chama a ira do Eterno sobre si e se está debaixo da ira então não está em Cristo para salvação.

Colossenses 3:6

por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência].

 

    Veja que a desobediência é a essência dos pecadores.

Colossenses 3:5

Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria;

    É a velha natureza ativada.

Colossenses 3:7-9

Ora, nessas mesmas coisas andastes vós também, noutro tempo, quando vivíeis nelas. Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar. Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos

 

1 - Então Gilgal é o ponto de partida da vida cristã, é a Cruz é o lugar de deixar a velha natureza, o lugar de deixar a desobediência. Depois que conseguimos deixar a desobediência vamos para o segundo lugar, não pense que é somente dizer que saiu, mas é sair! Isso acontece de dentro para fora e não de fora para dentro.

2 - Depois que deixamos a desobediência vamos para o altar! O lugar de viver a verdade, o lugar de receber a nova identidade. Essa identidade é a nova natureza é a natureza de Cristo em nós, neste lugar recebemos nossa identidade e passamos a saber quem somos é o lugar de ativar a adoração que vem do coração de uma pessoa verdadeira. Por isso a adoração não é a música que cantamos, mas sim a verdade que vivemos. Esse lugar se chama Betel (a casa de Deus). Quando isso acontecer passamos para o terceiro lugar.

 3 - O terceiro lugar é o lugar de deixar a instabilidade a dubiedade e a incredulidade. É lugar aonde é criado a firmeza e não mais quero volta a traz, não quero mais deixar a caminhada, Não sou mais abatido pelas críticas e nem mais elevado pelos elogios.

    É o lugar que eu posso avançar sem deixar ser abatido, neste lugar que a minha filiação é confirmada, pois deixo o espírito de escravidão (orfandade) e me alinho ao espírito de adoção. Neste lugar venço a desonra e a mentalidade de escravos passo a ser guiado pela voz de Jesus. Esse lugar se chama Jericó.

    Mas depois de tudo isso ainda tem um último estágio, mas infelizmente muitos de nós paramos aqui, pois já estou na obediência, já sou adorador verdadeiro e sei quem sou, por isso tenha a identidade de filho bem definido. Então paramos, pois já estamos em uma vida bem entregue. Percebo que neste ponto não damos conta que ainda tem coisas que não foram entregues ainda,  Assim era a vida de Jó: um homem justo reto e que se desviava do mal.

    Mas ainda tinha muito orgulho na vida de Jó que ele não dava conta disso, o próprio Deus deu testemunho de Jó mas depois vemos também Deus exortando Jó. Então aqui é o último lugar a trilhar para ser o que Deus que que sejamos, esse lugar se chama: Jordão.

    Jordão é o lugar de deixarmos “tudo”, o lugar de entregar “TUDO”. Essa é a palavra final, pois somente quando formos totalmente Dele, somente quando deixar tudo e morrer para nós  mesmo, ai sim será o suficiente.

    Quer viver a unção poderosa de Deus? Então entregue tudo a Ele! Muitos não consegue chegar aqui, não conseguem atravessar o Jordão, não descer para morrerem, não deixam o orgulho. Jesus nos ensina isso: Porque o ir para Cruz é exatamente isso, renunciar tudo.

 

Mateus 16:25

Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á.

 

    Então o processo é:

1 - aprendo a obedecer;

2 - sou cheio do Espírito da verdade e viro um adorador;

3 - deixo a instabilidade e passo a ser fiel no caminho;

4 - não tenho mais interesse na minha vida e entrego tudo a Ele.

 

    Assim poderemos viver uma vida totalmente Dele, somente depois de passar pelo Jordão poderemos ser totalmente Dele.

    A vida de Abraão nos mostra isso, ele já tinha mostrado toda obediência, tinha virado um levantador de altar e tinha se tornado firme nos caminhos do Eterno, mas o Eterno queria a última parte, “O TUDO”. POR ISSO PEDE ISAQUE, e somente depois que ele entregou Isaque o Eterno estabelece a promessa para Eternidade.

Gênesis 22:1-2

Depois dessas coisas, pôs Deus Abraão à prova e lhe disse: Abraão! Este lhe respondeu: Eis-me aqui! Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei.

 

Gênesis 22:15-18

Então, do céu bradou pela segunda vez o Anjo do SENHOR a Abraão e disse: Jurei, por mim mesmo, diz o SENHOR, porquanto fizeste isso e não me negaste o teu único filho, que deveras te abençoarei e certamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus e como a areia na praia do mar; a tua descendência possuirá a cidade dos seus inimigos, nela serão benditas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à minha voz.

    Lindo ver essa promessa, mas somente depois de entregar tudo, esse é o ponto que devemos chegar.

    Olhando para o texto dos gafanhotos enxergaremos exatamente esse processo:

1 - Eu passa a dar 10% pois sou obediente

2 - Depois passa a dar mais porque sou liberal

3 - Depois passa a dar mais 3,33 % a meu pai espiritual pois reconheço que isso é ele que me direciona (isso se chama honra), já dou praticamente 25% da minha renda, isso já mostra uma expressão de generosidade, honrada e obediente

Dai vem o último estágio

4 - TUDO

    Ele não quer uma porcentagem, Ele quer tudo.

   Quando aprendermos a dar tudo, e não sermos mais dono de nada, então estou pronto a viver a máxima da vida cristã

Mateus 13:44

O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo.

 

Mateus 13:45-46

O reino dos céus é também semelhante a um que negocia e procura boas pérolas; e, tendo achado uma pérola de grande valor, vende tudo o que possui e a compra.

 

Marcos 10:17-20

E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe. Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude.

 

    Veja que esse jovens queria a vida eterna, então Jesus o manda obedecer os mandamentos, examine o verso 21 que disse que Jesus o “amou”, E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só faltava algo para ser perfeito: “TUDO”.

 

Marcos 10:21

E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me.

 

    Sinceridade: Poucos chegarão aqui

    Então:

 

1 - obediência

2 - verdade

3 - identidade

4 – tudo

 

1 - dízimo

2 - oferta

3 - primícias

4 - tudo

    Que o Eterno nos leve a atravessarmos o Jordão!!!!

Salmos 91 - Propósito

    Agora vamos para o propósito que está no texto de salmos 91, iremos ter quatro semanas de propósito de jejum e busca para exatamente avançar. Será 4 semanas, ou seja,28 dias. Cada 7 dias mudaremos o horário de oração.

    Vamos entender o texto de salmos

 

Salmos 91:5-6

Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia.

 

1 - terror noturno - das 18:00 às 00:00

2 - seta que voa de dia - as 06:00 as 12:00

3 - peste que propaga nas trevas - 00:00 as 06:00

4 - mortandade que assola meio dia - 12:00 a 18:00

    Esse texto nos mostra que a cada sies horas existe um turno de demónios que é mudado. Por isso a cada semana teremos sete dias de jejum em cada turno, tendo o pico o período de oração.

    Na primeira semana teremos o jejum (seco, sem água e sem comida) das 18:00 hs às 00:00 hs e teremos as 21:00 hs um período de oração pedindo para que o Eterno nos revele toda desobediência que ainda habita em nós.

    Na segunda semana teremos o jejum (seco, se água e sem comida) das 06:00 hs às 12:00 hs pedindo que o Eterno tire a mentira e nos encha da verdade para que possamos levantar o altare de adoração, sendo que a hora de oração será as 9:00 hs

    Na terceira semana o jejum (seco, sem água e sem comida) vai ser das 00:00 hs às 6:00 hs, pedindo que toda treva que existe em nós seja revelada para que a luz entre, pedindo também que seja tirada toda dubiedade e inconstância. Note que o horário é propício a isso, pois a oração será as 3:00 hs da manhã.

    E na quarta semana temos o jejum ( seco, sem comida e nem água) das 12:00 hs às 18:00 hs, pedindo que o Eterno realmente nos domine e nos governe, ou seja, entregarmos tudo!!! O mais interessante que o horário da oração será as 15:00 horas, que foi justamente o horário que Jesus morreu, a entrega total do filho.

1ª Semana

Renunciar

a Desobediência 

2ª Semana

Renunciar

a

Mentira 

3ª Semana 

Renunciar

a

Dubiedade

MEG - Ministério Eder Gregorio

723.259.842-49

Eder Gregorio de souza

Rua Minas Gerais 92N Centro / Comodoro - MT / 78310-000

Política

Privacidade

 © 2020 por Richard Silva